Fone: 41 3024-1310 - Whastapp 41 99534-8265
História de São Braz
História de São Braz

História de São Braz

São Braz nasceu na cidade de Sebaste, na atual Armênia, no final do séc.III. Já depois de ter assumido a profissão de médico, sentiu o chamamento de Deus a uma consagração cristã, pelo que terá deixado a sua vida citadina e a sua própria terra indo para os montes, optando por uma modesta vida solitária de oração e de penitência.
A sua fama de santo começou a espalhar-se na comunidade de Sebaste e, quando morreu o bispo daquela cidade, todos o aclamaram como novo pastor. São Braz só aceitou a nova responsabilidade pela forte insistência dos membros da comunidade, porque desejava muito mais a vida retirada de oração e contemplação.
Na altura da perseguição aos cristãos, ordenada pelo então Imperador Licinius Lacinianus, São Braz, conhecido pela sua extrema bondade, santidade e milagres, é preso pelo anticristão, que governava a Capadócia e a Armênia, e obrigado a adorar os deuses pagãos. Negou-se São Braz, dizendo: "não quero ser amigo dos vossos deuses, porque não quero arder eternamente com os demônios". Foi açoitado, posto no ecúleo (cavalete de tortura), submetido aos garfos com puas de ferro e lançado a um lago de água gelada, sendo, por fim, degolado.
Ao longo do tempo, são testemunhados muitos gestos e milagres em favor dos mais pobres e enfermos. Um dia, sem qualquer instrumento, retirou da garganta de um menino uma espinha de peixe, salvando-lhe, assim, a vida. Por este fato, São Braz é conhecido como protetor contra as doenças da garganta.